Um conteúdo Bússola

João Kepler: Clientes devem ser os primeiros investidores de um negócio

Antes de sair para a rua atrás de investimento, o empreendedor precisa buscar clientes para validar seu negócio
Ampliar e fidelizar clientes é a melhor forma de buscar investidores (Germano Lüders/Exame)
Ampliar e fidelizar clientes é a melhor forma de buscar investidores (Germano Lüders/Exame)
B
BússolaPublicado em 05/04/2022 às 16:36.

Por João Kepler*

Não é a primeira vez que afirmo que negócios que dão certo têm o cliente como foco e como “financiador” do seu projeto, principalmente nos estágios iniciais de um negócio. Muitos empreendedores ainda acreditam, erroneamente, que assim que tiram sua ideia da cabeça ou do papel precisam, quase que de forma imediata, buscar investimento por meio de anjos investidores, aceleradoras e fundos.

Não é bem assim. Ou, ao menos, não é assim que deveria ser. Defendo a ideia de que antes de sair para a rua atrás de investimento, o empreendedor precisa buscar clientes para validar seu negócio.

Sim, clientes! Este processo de validação é fundamental em todos os aspectos, para testar se a solução funciona, se é bem aceita, se precisa ser modificada, se o preço é comercial, enfim, está é uma etapa muito importante e que muitos fundadores ignoram principalmente porque estão ansiosos para crescer rápido através da injeção de aporte. Mas o fato é que, nunca foi possível construir algo sólido começando pelo telhado e não pela base estrutural.

Esta sempre foi a base da minha tese de investimento e continua sendo: qualquer empresa deve conseguir, antes de crescer e pensar em escalar, comprovar que seu produto ou serviço realmente tem público e que as pessoas estão dispostas a pagar por ele.

Ampliar e fidelizar clientes, inclusive, é a melhor forma de, num segundo momento, buscar investidores que poderão analisar números e vendas reais para tomar a decisão de entrar ou não no negócio.

Ter uma empresa que consiga alcançar organicamente o breakeven, ou que esteja caminhando para isso com dinheiro de compradores, é um dos maiores indicativos de que o negócio está bem estruturado e que conseguirá expandir em larga escala, quando um montante maior entrar.

Além disso, perceba que se seu negócio tem vendas/entradas que o sustentem, você não precisará correr atrás desesperadamente de investimento — ou aceitar qualquer dinheiro ou investidor por necessidade. O smart money nunca foi tão necessário. Ou seja, o melhor dinheiro que você pode obter, enquanto empreendedor, é o do seu cliente.

Pare e pense. O momento é oportuno para uma autoavaliação. Estou preparado para captar investimento? Já estou validado? Conheço todas as métricas do meu negócio? Olhar para dentro e responder essas perguntas, fará você compreender se está direcionado para o lugar certo.

Mas nunca se esqueça de que o único elemento que realmente importa para que um negócio prospere efetivamente é o cliente. Mas João e o investimento? Após você entender o que estou tentando te explicar, captação de investimento vai acontecer como consequência, uma vez que seu negócio terá os primeiros resultados comprovados, o que o torna atrativo e atraente para qualquer investidor.

*João Kepler é CEO da Bossa Nova Investimentos

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Como ter estratégias assertivas para captação de leads

Para obter resultados consistentes, startups devem pensar em gestão

O que este rabino ensina sobre empreendedorismo e consciência coletiva