Estudo na Indonésia mostra Coronavac 98% eficaz para evitar mortes

No Brasil, Butantan completa a entrega do primeiro contrato, mas aguarda insumos para produzir mais 56 milhões de doses
Fala-se em problema político no atraso de embarque de insumos da China para o Brasil (Amanda Perobelli/Reuters)
Fala-se em problema político no atraso de embarque de insumos da China para o Brasil (Amanda Perobelli/Reuters)
Por Da RedaçãoPublicado em 12/05/2021 19:24 | Última atualização em 12/05/2021 19:31Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Por Alon Feuerwerker*

O Instituto Butantan completou a entrega das 46 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde, correspondentes ao primeiro contrato.

O desafio agora é produzir e distribuir as 56 milhões de doses relativas ao segundo contrato, para completar as 100 milhões de doses previstas para essa vacina.

Aparentemente há atraso no embarque de insumos da China para o Brasil, e o governo de São Paulo diz que o problema é político.

Já na Indonésia, um levantamento feito com profissionais de saúde imunizados com as duas doses de Coronavac indicou que a vacina, igual à do Butantan, apresenta-se 98% eficaz para evitar mortes pela covid-19. E 96% na prevenção de hospitalização.

Esses números têm variado bastante de estudo para estudo no caso da Coronavac, como também em outras vacinas. De todo modo, o índice indonésio agora divulgado é uma ótima notícia.

E está em linha com estudo publicado há um mês na Lancet.

*Alon Feuerwerker é analista político da FSB Comunicação

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

Veja também