Diretora da Alelo fala sobre liderança feminina e desafios do setor

Pricila Medina discute as mudanças no PAT e os novos hábitos trazidos pela pandemia que impactam o setor de benefícios
 (Ponomariova_Maria/Getty Images)
(Ponomariova_Maria/Getty Images)
Por BússolaPublicado em 03/03/2022 14:05 | Última atualização em 03/03/2022 13:02Tempo de Leitura: 6 min de leitura

O comportamento do consumidor e as relações de trabalho vêm mudando nos últimos anos. Em entrevista à Bússola, a nova diretora Comercial da Alelo, Pricila Medina, fala sobre os desafios da área em um mercado que se tornou mais competitivo e como enxerga a liderança feminina nas organizações.

Bússola: Qual acredita ser a importância de as mulheres ocuparem cada vez mais espaço nos cargos de liderança das empresas?

Pricila Medina: Como mulher, fico extremamente honrada e feliz de, ao chegar até aqui, poder também ser, de alguma maneira, uma inspiração para que outras mulheres continuem acreditando em seus sonhos e objetivos e alcancem seus espaços. Falando especificamente do mundo corporativo, cada vez mais as mulheres fazem parte da liderança feminina e acredito que é essencial continuarmos nessa trajetória, pois colabora no impacto de várias frentes, tais como: equilíbrio da distribuição de renda, extinção de preconceitos e justiça social.

Além de, claro, contribuirmos para a extinção de desigualdades de gênero e discriminação, não apenas do mundo corporativo, mas também do contexto geral da sociedade.

Bússola: Em sua carreira, você passou por setores vistos como mais tradicionais: segurador e financeiro. Como foi, como mulher, essa experiência?

Pricila Medina: Ao longo da minha trajetória profissional, com muito comprometimento e dedicação, fui incorporando meu estilo e conquistando meu espaço. Acredito que a capacidade das pessoas serem boas no que fazem está no ser humano e não atrelada a nenhum gênero. Essa minha forma de pensar foi essencial para que eu não desistisse da minha carreira e dos meus sonhos e hoje fico muito feliz do caminho que trilhei, das experiências que tive e continuo tendo com todas as pessoas que passaram pela minha vida.

Bússola: Após dez anos de imersão no mercado de benefícios, qual acredita ser, atualmente, o maior desafio do segmento?

Pricila Medina: Nos últimos anos tanto o comportamento de consumo como as relações de trabalho mudaram de forma expressiva, principalmente com a pandemia. O que antes era um modelo quase que único de trabalho, o presencial, passou a contemplar diferentes realidades e necessidades de brasileiros das mais diversas regiões do país.

Coube às empresas de benefícios enxergarem todas essas transformações e buscarem se adaptar rapidamente para entregar novas soluções, serviços, pensar em oportunidades e novos produtos. Os benefícios são elementos importantes nas relações entre empresas e seus colaboradores e servem para atender da melhor maneira novas demandas das rotinas de trabalho e facilitar o dia a dia.

Todas as incertezas que ainda permeiam o futuro do trabalho mostram que esse continuará sendo o maior desafio do segmento, que precisará ser ágil e estar conectado com as tendências para apresentar soluções necessárias e inovadoras.

Bússola: Em novembro do ano passado, o governo anunciou uma série de mudanças no Programa de Alimentação ao Trabalhador (PAT). Muito se fala agora sobre tornar o mercado mais competitivo, facilitando a entrada de novas empresas no setor e igualando as oportunidades. Como essas alterações impactaram no negócio da Alelo?

Pricila Medina: Na Alelo sempre atuamos muito focados em oferecer produtos e soluções que melhorem as experiências das pessoas, então enxergamos como positivo e com naturalidade esses movimentos que condizem e acompanham a evolução do mercado.

Bússola: Com a pandemia, houve mudanças nos modelos de trabalho e comportamento dos consumidores. Com isso, os benefícios chamados de tradicionais — VR, VA e VT — abriram espaço para aqueles com mais flexibilidade e que atendem esse novo momento. Como vocês enxergam esse movimento? A empresa planeja ampliar seu portfólio? 

Pricila Medina: O portfólio da Alelo é amplo e bem moderno e graças à atuação forte em inovação estamos sempre buscando novas soluções, faz parte do nosso DNA. Por isso, quando iniciou esse movimento dos modelos de trabalho, a Alelo já tinha disponível produtos de mobilidade que correspondem a essa nova realidade e necessidade.

Além disso, também já oferecíamos, por exemplo, o Alelo Tudo, um cartão multisserviços que pode ser utilizado para diferentes finalidades, como antecipar salário do colaborador, realizar a compra de medicamentos em uma farmácia, alimentação, refeição e também pode se encaixar perfeitamente em qualquer tipo de auxílio ao home office.

Bússola: O time comercial é essencial para a captação e fidelização de novos clientes. Quais são suas expectativas referente ao crescimento da Alelo nos próximos anos com sua direção?

Pricila Medina: Queremos continuar sendo uma referência quando o tema for benefícios, incentivos e gestão de despesas corporativas e, dessa forma, expandir o nosso market share.

Por isso, seguiremos nos antecipando, testando, experimentando, prototipando, evoluindo e entregando cada vez com mais agilidade, especialmente porque estamos vivendo um momento de transformação digital importante dentro da companhia, que nos ampara em todos esses aspectos.

Além disso, nosso portfólio amplo e soluções personalizadas serão continuamente aprimorados para seguir proporcionando uma experiência de excelência, evoluindo junto com nossos clientes e parceiros.

Bússola: As empresas de benefícios operam no modelo B2B2C, sendo a contratação de responsabilidade das companhias. Mesmo com a decisão não estando na mão dos usuários dos cartões de benefícios, qual a importância que você vê hoje de conversar e se aproximar desse público?

Pricila Medina: Sabemos que o maior objetivo das áreas de RH, compras e financeiro de grandes, médias e pequenas empresas, responsáveis pelas contratações, é oferecer benefícios que realmente atendam às necessidades dos colaboradores. Então, o nosso foco está no usuário dos cartões de benefícios. E, para nós, não poderia ser diferente.

A experiência do cliente é e sempre foi um fator primordial nas decisões da Alelo. Uma pesquisa recente, que realizamos com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), mostrou como os benefícios são essenciais na complementação da renda dos brasileiros. Isso mostra que não se trata só de oferecer a melhor experiência, mas também de encontrar formas para fazer esse dinheiro render ainda mais.

Por isso, no nosso aplicativo Meu Alelo contamos com inúmeros descontos em serviços oferecidos por nossos parceiros. Continuaremos sempre nos conectando com o que é mais importante para as pessoas.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

A educação privada e sua importância para o mercado de trabalho

Saúde mental deve ser prioridade na Gestão de Pessoas

ESG é um aprendizado contínuo