Acompanhe:

Como a mobilidade urbana impacta o desenvolvimento do Rio

Presidente da Fecomércio do Rio de Janeiro fala sobre a importância da conclusão de obras no transporte público para a economia do estado

Modo escuro

Continua após a publicidade
“Vejamos o caso do Rio de Janeiro, onde uma obra de alta importância para o deslocamento de trabalhadores está há quase 9 anos paralisada” (Andrea Pistolesi/Getty Images)

“Vejamos o caso do Rio de Janeiro, onde uma obra de alta importância para o deslocamento de trabalhadores está há quase 9 anos paralisada” (Andrea Pistolesi/Getty Images)

Por Antonio Florencio de Queiroz*

Comércio e prestação de serviços representam 60% do PIB no Brasil, gerando 70% dos empregos para a população ativa. O segmento terciário, o principal da economia no país, é estratégico em todo o mundo pela importância de sua produção – e a tendência é crescer mais, sob o impulso de inovações tecnológicas e aumento da urbanização. A intensidade dessa expansão, contudo, pode ser impactada pelas condições de mobilidade urbana.

Vejamos o caso do Rio de Janeiro, onde uma obra de alta importância para o deslocamento de trabalhadores está há quase 9 anos paralisada. A estação Gávea do metrô, única ainda inacabada da Linha 4, tem tudo para servir aos interesses de quem mais precisa: os milhares de empregados na região em estabelecimentos comerciais, escolas, hospitais, consultórios, escritórios, bares, restaurantes e na PUC, uma das principais universidades do país. São pessoas que não moram no bairro, mas comumente se deslocam por grandes distâncias para pegar no batente. 

A importância do metrô para a mobilidade urbana e para a economia

Por tabela, a estação beneficiará também os empregadores, visto a maior quantidade de pessoas circulando e fomentando os negócios. Metrô é um ativo fundamental para a mobilidade urbana, que é uma necessidade elementar para o segmento de comércio e serviços. Gera menos estresse e menos poluição que os engarrafamentos nas ruas, é sustentável e transporta muito mais passageiros de uma vez, de maneira ágil e segura.

Uma entrega desse porte, além de significar inclusão, vai apontar para uma simbólica virada de página no estado, com mais desenvolvimento econômico e social. Desde a criação de vagas de emprego para o término da obra a resultados da maior movimentação da economia com a expansão futura do sistema metroviário. A partir da estação Gávea, será possível traçar novas linhas de metrô no Rio, chegando a outros bairros e regiões hoje não atendidas.

Avanço em meio a percalços 

Temos acompanhado a luta do governo nas questões de segurança pública, estamos atentos e somos solidários. São problemas que não surgiram agora, mas existem há anos. Importante ressaltar que, por isso mesmo, cabe ao estado atuar ainda mais fortemente para firmar seus ativos e devolver ao Rio o brilho que a sua rica natureza já nos oferece. Ao longo deste 2023, houve vários anúncios de que a estação seria concluída – inclusive, dias atrás, com a assinatura de memorando envolvendo os atores para a retomada das obras. Mas é necessária solução efetiva, ou seja, máquinas e operários trabalhando. Há questionamentos judicializados envoltos na obra – e é somente na Justiça que devem ser tratados. Já os termos relativos a cálculos de valores e entendimentos entre órgãos afeitos ao caso devem evoluir e oferecer uma resposta prática à população.

São raros os dias sem quaisquer notícias na mídia e nas redes sociais sobre obras de mobilidade urbana, incluindo o metrô, em diversos cantos do país. Mobilidade urbana é obra na veia da economia e o Rio tem uma chance singular. Terminar a estação Gávea no Rio de Janeiro será oportunidade para um avanço econômico, inclusivo, sustentável, na integração da cidade, e em um figurino cosmopolita que tanto interessa ao setor terciário e a todos os cidadãos. 

*Antonio Florencio de Queiroz é presidente da Fecomércio do Rio de Janeiro

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Veto à desoneração da folha de pagamentos pode sair caro ao passageiro

Grupo Petlove lança ferramenta para facilitar os negócios de veterinários empreendedores

As 12 parcelas e os possíveis riscos da restrição ao parcelamento sem juros

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Polícia Civil do Rio faz ação contra lavagem de dinheiro de milícia
Brasil

Polícia Civil do Rio faz ação contra lavagem de dinheiro de milícia

Há 8 horas

Trem Intercidades introduz novo conceito em mobilidade urbana; leilão será amanhã
Um conteúdo Esfera Brasil

Trem Intercidades introduz novo conceito em mobilidade urbana; leilão será amanhã

Há 9 horas

Complexo do Alemão contará com observatório do clima
ESG

Complexo do Alemão contará com observatório do clima

Há 3 dias

Censo 2022: Rio de Janeiro é o estado com maior proporção de condomínios do Brasil
Brasil

Censo 2022: Rio de Janeiro é o estado com maior proporção de condomínios do Brasil

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais