Um conteúdo Bússola

Aluguel de equipamentos deve continuar sendo tendência em 2022

Empresas consideraram locação como padrão de fornecimento de máquinas e usufruírem dos recursos positivos que essa prestação de serviço oferece
Tendência é ter mais empresas grandes do que pequenas atuando no mercado de locação. (oatawa/Thinkstock)
Tendência é ter mais empresas grandes do que pequenas atuando no mercado de locação. (oatawa/Thinkstock)
B
BússolaPublicado em 28/12/2021 às 10:27.

Por Ricardo Marcelino*

Ao longo desses últimos anos diversas organizações descobriram os benefícios do aluguel de equipamentos de TI, seja pela necessidade de adaptação ao home office ou pela busca por redução de gastos. As empresas passaram a considerar a locação como padrão de fornecimento de máquinas, e assim usufruírem de todos os recursos positivos que essa prestação de serviço oferece.

Segundo levantamento realizado pela TIC Empresas, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.BR), houve um crescimento total ou parcial na adesão da terceirização da estrutura de Tecnologia da Informação (TI) e do outsourcing of things no ambiente corporativo. A pesquisa mostra que aderiram 60% das pequenas empresas (com até 49 funcionários), 63% das médias (até 249 funcionários) e 67% das grandes (acima de 250).

Esse ano foi de grande investimento e crescimento para Aluga.com. Investimos agressivamente para atender à demanda que surgiu no mercado, dobrando o faturamento em comparação com o ano anterior.

No padrão na busca pela locação, podemos destacar o pico que ocorreu em março de 2020 com o início da pandemia, que engatilhou um aumento médio gradativo geral na procura por esse serviço. O ano de 2020 foi marcado pela reinvenção da forma de trabalhar, e a locação viabilizou a logística e manutenção que seriam muito custosos para a maioria dos negócios. Em 2021, compramos 250% mais equipamentos do que 2020. Nosso investimento permitiu que atendêssemos a demanda crescente de nossos clientes antigos, e ainda que atendêssemos a maior quantidade de clientes novos desde a criação da empresa.

Em 2021, nos surgiu a oportunidade de atender empresas de Portugal que contratam pessoal de TI no Brasil. Diante disso, criamos a filial em Lisboa para atender melhor essas empresas portuguesas, de forma que possam ter acesso aos benefícios fiscais da locação. Pretendemos iniciar a locação diretamente em Lisboa nos próximos anos, com a possibilidade de expansão para a Espanha no futuro.

Sobre os tipos de equipamentos preferidos por nossos clientes, analisamos que a maior parte não quer mais computadores de mesa. Essa é uma tendência que vem de anos atrás, já que notebooks são bem mais simples para os usuários, além do maior diferencial, que é a mobilidade.

Com base nos anos anteriores a 2020, em momentos que a compra de equipamentos é facilitada, a busca pela locação cai. O valor do dólar, por exemplo, explica parcialmente o motivo da locação estar em alta atualmente. No entanto, os serviços adicionais de manutenção e logística oferecem uma vantagem muito clara em relação a compra parcelada, para os nossos clientes.

Para 2022, a projeção é que o mercado continue em alta e cresça gradativamente por alguns anos. A tendência é ter mais empresas grandes do que pequenas atuando no mercado de locação. Trazemos o objetivo de dobrar novamente o faturamento, mantendo a nossa qualidade de atendimento e compromisso com nossos colaboradores.

*Ricardo Marcelino é fundador da Aluga.com

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter | Facebook | Youtube