Unicamp endossa manifesto em defesa da democracia organizado pela USP

"A democracia é um dos nossos valores e temos profunda convicção da força de nossos procedimentos institucionais", afirmou o reitor da Unicamp
O ato será realizado no Teatro de Arena e será transmitido ao vivo pelo canal da TV Unicamp no YouTube (Creative Commons/Creative Commons)
O ato será realizado no Teatro de Arena e será transmitido ao vivo pelo canal da TV Unicamp no YouTube (Creative Commons/Creative Commons)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 08/08/2022 às 13:43.

Última atualização em 08/08/2022 às 13:49.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) decidiu apoiar o manifesto em defesa da democracia organizado pela Universidade de São Paulo (USP) e fará ato público de leitura da Carta às Brasileiras e Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito na próxima quinta-feira, dia 11, a partir das 9h30. O dia 11 de agosto foi escolhido para leitura pública da carta por ser a data em que se comemora a fundação dos cursos jurídicos no Brasil.

"A democracia é um dos nossos valores e temos profunda convicção da força de nossos procedimentos institucionais", afirmou o reitor da Unicamp, Antonio José de Almeida Meirelles. O ato será realizado no Teatro de Arena e será transmitido ao vivo pelo canal da TV Unicamp no YouTube.

"Não há possibilidade de pensarmos em ciência, cultura, tecnologia e inovação sem a ideia de democracia. Enquanto instituição, a Unicamp participa ativamente de movimentos em prol da democracia" afirmou o reitor da universidade paulista.

A leitura será feita pelo professor emérito da Unicamp Demerval Saviani e pela professora da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e diretora executiva de direitos humanos da universidade, Sílvia Santiago.

O reitor ainda disse que a Unicamp participa da comissão de transparência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que o sistema eleitoral é "avançado" e "totalmente confiável".

Em seguida ao ato da Unicamp, haverá a transmissão da leitura da carta realizada no Pátio das Arcadas da Faculdade de Direito da USP, no centro de São Paulo. A ação é uma iniciativa conjunta da Reitoria, da Associação dos Docentes da Unicamp (ADunicamp), do Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU) e da Associação Central de Pós-Graduação da Unicamp (APG).

Veja também: 

Pesquisa eleitoral: Lula tem 41% e Bolsonaro, 34%, no primeiro turno, mostra FSB/BTG

Frio intenso e chuva chegam às regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste nesta semana