Sobe para sete o número de mortos pela dengue no Rio

De acordo com secretário Hans Dohmann, as ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, serão intensificadas para evitar novas mortes no município

Rio de Janeiro – A dengue já matou sete pessoas no estado do Rio de Janeiro este ano. O maior número de mortes, seis, ocorreram na capital fluminense. Niterói, na região metropolitana, registrou um óbito. As informações constam do boletim semanal divulgado hoje (3) pela Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com secretário Hans Dohmann, as ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, serão intensificadas para evitar novas mortes no município. Ele alertou para o fato dos meses de abril e maio, historicamente, serem de maior incidência da doença.

“Estamos ainda chamando a atenção da população. Abril e maio são os meses de maior número de casos. Então, para que a gente evite o maior número de mortes possível, é importante que cada um cuide de sua residência. Lembrando que o maior número de pacientes contaminados, se contamina dentro de casa”, disse.

Dohmann destacou ainda que a possibilidade de uma nova epidemia na cidade preocupa a Secretaria de Saúde. Segundo ele, todos os profissionais estão em alerta máximo, devido o alto grau de risco de contaminação que predomina durante os meses de abril e maio. “Essa possibilidade ainda está em curso, nós ainda estamos entrando na pior fase, que são esses próximos dois meses”, ressaltou.

As notificações de pessoas que contraíram dengue no município do Rio de Janeiro já registram 27.859 casos este ano, segundo a secretaria. Em uma semana, foram contabilizadas 434 notificações. Entre as amostras coletadas, o tipo 4 da doença é o predominante, com 79,5% dos casos.

O boletim aponta ainda que as regiões norte e oeste da cidade foram as que mais notificaram casos de dengue na capital fluminense até o momento, com mais de 25 mil registros confirmados desde o início do ano.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também