Sem quórum, Eunício adia sessão para votar vetos da LDO

Eunício disse que fez um acordo com Maia, para que a sessão do Congresso não atrapalhe a votação da reforma política, por isso, a adiou por tantas vezes

Brasília - Sem quórum suficiente para colocar em votação os vetos presidenciais à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), adiou nesta quinta-feira, 24, a sessão pela terceira vez.

Agora, a sessão foi remarcada para as 11h da próxima terça-feira, dia 29.

Eunício chegou a abrir a sessão de hoje, mas, embora o painel indicasse a presença de 133 deputados e 19 senadores, não havia nem sequer um senador além do próprio presidente do Senado no plenário.

O peemedebista disse que fez um acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que a sessão do Congresso não atrapalhasse a votação da reforma política.

Por isso, a adiou por tantas vezes. "Farei de tudo para não atrapalhar a reforma política", disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.