Repórter-fotógrafo é baleado em operação do Bope em Niterói

Socorrido por policiais, repórter foi levado a hospital em Niterói, medicado e liberado em seguida

	Repórter cobria ação do Bope no complexo do Viradouro, em Niterói
 (Wikimedia Commons)
Repórter cobria ação do Bope no complexo do Viradouro, em Niterói (Wikimedia Commons)
D
Danielle VillelaPublicado em 21/05/2015 às 20:15.

Rio de Janeiro - O repórter fotográfico Marcos Vieira, de 54 anos, do jornal O Itaboraí, sediado em Itaboraí, cidade na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, foi baleado em um dos braços quando cobria ação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar (PM) e do 12º Batalhão no complexo do Viradouro, em Niterói (cidade vizinha ao Rio).

Socorrido por policiais, foi levado ao Hospital Estadual Azevedo Lima (Niterói), medicado e liberado em seguida. Quando foi atingido, Vieira já havia feito as fotos e estava conversando com policiais na rua Mario Viana.

Segundo testemunhas, no momento em que o jornalista foi baleado não ocorria tiroteio, o que indica que o tiro pode ter sido propositalmente direcionado a alguém - provavelmente aos policiais.

Em nota divulgada no site, o jornal informou que a equipe de reportagem não estava em zona de confronto.

"A orientação da empresa é nunca entrar em zona de risco, principalmente quando estiver ocorrendo algum confronto. No caso de hoje, eles não estavam em nenhuma zona de confronto. Ao contrário, estavam na rua principal. A operação estava ocorrendo no alto da comunidade".