Renan diz que urgência em projeto não mudaria tramitação

Proposta do governo tem por objetivo fazer com que o governo flexibilize a meta de superávit primário

Brasília - O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou nesta noite de quinta-feira, 13, nota afirmando que a urgência dada hoje cedo pelo governo ao projeto de lei sobre alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014 não mudaria a tramitação do texto no Poder Legislativo.

A proposta tem por objetivo fazer com que o governo flexibilize a meta de superávit primário.

Pouco antes de Calheiros divulgar essa nota, entretanto, o presidente da República em exercício, Michel Temer (PMDB), decidiu retirar a urgência do projeto remetido ao Congresso.

Renan Calheiros disse ainda que determinou o "cumprimento" do novo calendário que "acelera" a tramitação do projeto na Casa.

Em uma saída com amparo regimental, o Congresso encurtou em 25 dias o prazo para análise do projeto na Comissão Mista de Orçamento (CMO), o que permitirá a votação desse material no colegiado no dia 19 de novembro.

A expectativa de governistas é que, até o início do próximo mês, a matéria tenha sido aprovada em plenário.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.