Propostas alternativas de PEC não atendem necessidade de recursos, diz Zarattini

O deputado afirmou também que se o governo de transição tiver dificuldades para aprovar a PEC da Transição sem um prazo específico, a fixação de um período será discutida
"Mas porque sem prazo? Para fazer uma política que não se restringe ao nosso governo", disse Zarattini (Flicker/Agência Senado)
"Mas porque sem prazo? Para fazer uma política que não se restringe ao nosso governo", disse Zarattini (Flicker/Agência Senado)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 21/11/2022 às 19:15.

O deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) afirmou nesta segunda-feira, 21, que a bancada não está de acordo com as propostas alternativas de PEC para garantir o valor de R$ 600 ao Bolsa Família no próximo ano porque os textos não garantem recursos suficientes para outras áreas.

"Se aprova só R$ 70 bilhões (proposta de Alessandro Vieira), R$ 80 bilhões (proposta de Tasso Jereissati), não consegue fazer nada, com todas essas áreas que tem deficiências de recursos", disse Zarattini ao sair do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição.

O deputado afirmou também que se o governo de transição tiver dificuldades para aprovar a PEC da Transição sem um prazo específico, a fixação de um período será discutida. "Mas porque sem prazo? Para fazer uma política que não se restringe ao nosso governo", disse.

LEIA TAMBÉM: