Professores municipais de SP decidem pelo fim da greve

Categoria aceitou nova proposta, que prevê abono de 15,38% a toda a categoria, aposentados e ativos, em três parcelas, a partir de 2015

São Paulo - Os professores da rede municipal de ensino de São Paulo decidiram pelo fim da greve após 41 dias de paralisação, em assembleia realizada em frente à Câmara Municipal, na tarde desta terça-feira, dia 3.

A categoria aceitou nova proposta da Secretaria Municipal de Ensino, que prevê abono de 15,38% a toda a categoria, aposentados e ativos, em três parcelas, a partir de 2015.

Outra vitória da categoria foi a aprovação de um intervalo de 15 minutos para funcionários que trabalham em creches.

Hoje, quem trabalha nas creches do município não tem nenhum intervalo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.