A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Privatização de Interlagos passa em 1ª votação na Câmara de SP

O projeto prevê a venda por meio de leilão na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) de uma área de 959,6 mil m²

São Paulo - Às vésperas do GP do Brasil de Fórmula 1, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, 8, em primeira votação, o projeto de lei que autoriza a gestão do prefeito João Doria (PSDB) a privatizar o autódromo de Interlagos, na zona sul da capital.

Foram 37 votos a favor da proposta do tucano entre os 55 parlamentares da Casa. Nove votaram contra e houve uma abstenção. Agora, a Câmara fará audiências públicas com a população, antes de votar o projeto em definitivo, ainda este ano.

O projeto prevê a venda por meio de leilão na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) de uma área de 959,6 mil m² onde ficam o Autódromo José Carlos Pace e o Kartódromo Ayrton Senna. A expectativa de Doria é arrecadar ao menos R$ 2 bilhões.

O texto diz que o autódromo deve ser mantido para as corridas, mas não exige a manutenção do kartódromo. Trata-se do quarto projeto do plano de desestatização de Doria aprovado na Câmara desde o início da gestão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também