• AALR3 R$ 20,40 0.49
  • AAPL34 R$ 68,42 1.65
  • ABCB4 R$ 16,99 -2.02
  • ABEV3 R$ 14,15 0.07
  • AERI3 R$ 3,79 2.43
  • AESB3 R$ 10,71 0.09
  • AGRO3 R$ 31,54 2.27
  • ALPA4 R$ 20,85 0.53
  • ALSO3 R$ 19,30 1.05
  • ALUP11 R$ 26,82 0.83
  • AMAR3 R$ 2,47 1.23
  • AMBP3 R$ 30,80 0.85
  • AMER3 R$ 23,35 1.13
  • AMZO34 R$ 68,20 1.91
  • ANIM3 R$ 5,53 0.36
  • ARZZ3 R$ 81,67 0.58
  • ASAI3 R$ 15,59 0.91
  • AZUL4 R$ 21,58 1.60
  • B3SA3 R$ 12,11 2.54
  • BBAS3 R$ 36,57 2.44
  • AALR3 R$ 20,40 0.49
  • AAPL34 R$ 68,42 1.65
  • ABCB4 R$ 16,99 -2.02
  • ABEV3 R$ 14,15 0.07
  • AERI3 R$ 3,79 2.43
  • AESB3 R$ 10,71 0.09
  • AGRO3 R$ 31,54 2.27
  • ALPA4 R$ 20,85 0.53
  • ALSO3 R$ 19,30 1.05
  • ALUP11 R$ 26,82 0.83
  • AMAR3 R$ 2,47 1.23
  • AMBP3 R$ 30,80 0.85
  • AMER3 R$ 23,35 1.13
  • AMZO34 R$ 68,20 1.91
  • ANIM3 R$ 5,53 0.36
  • ARZZ3 R$ 81,67 0.58
  • ASAI3 R$ 15,59 0.91
  • AZUL4 R$ 21,58 1.60
  • B3SA3 R$ 12,11 2.54
  • BBAS3 R$ 36,57 2.44
Abra sua conta no BTG

Prefeito de SP, Bruno Covas é internado para tratar infecção de pele

Após avaliação médica, realização de exames e medicação, a base de antibióticos por uma semana, Covas recebeu alta por volta das 17h
Bruno Covas: prefeito de São Paulo foi internado por causa de erisipela, uma inflamação causada por bactérias (Divulgação/Leon Rodrigues/SECOM)
Bruno Covas: prefeito de São Paulo foi internado por causa de erisipela, uma inflamação causada por bactérias (Divulgação/Leon Rodrigues/SECOM)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 23/10/2019 21:08 | Última atualização em 23/10/2019 21:08Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O prefeito de São Paulo Bruno Covas foi internado, na tarde desta quarta-feira (23), para tratamento de uma infecção na pele. Ele foi diagnosticado com erisipela, uma inflamação causada por bactérias que infectam ferimentos como picadas de insetos e micoses.

Covas é atendido no Hospital Sírio-Libanês, e está recebendo antibióticos e anti-inflamatórios por via intravenosa. A equipe médica que atende o prefeito é coordenada pelo médico David Uip, que também foi secretário estadual de Saúde durante a gestão de Geraldo Alckmin.

O prefeito já havia sido atendido no pronto-atendimento do Hospital Albert Einstein na tarde do último sábado (19). O motivo era também infecção de pele em um "membro inferior", segundo nota divulgada pela Prefeitura. A erisipela costuma atingir as pernas com maior frequência.

Na ocasião, Covas havia recebido alta na mesma tarde, após ser submetido a exames e ter antibióticos prescritos para o tratamento. Ele havia cancelado sua agenda durante o fim de semana para ficar em repouso.

Após avaliação médica, realização de exames e medicação, a base de antibióticos por uma semana, recebeu alta por volta das 17h.

"A recomendação médica é para evitar esforço físico e não permanecer muito tempo de pé", dizia a nota da prefeitura no fim de semana. "Dessa forma, algumas agendas externas previamente marcadas para os próximos dias devem ser remarcadas ou não contarão com a presença do prefeito."