Petrobras diz que foi informada pela PF de erro

Segundo a Petrobras, o nome do diretor constou nos depoimentos por ter sucedido Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da empresa

Rio de Janeiro - A Petrobras foi informada pela Polícia Federal que "houve um erro material" na citação do nome do diretor de Abastecimento da companhia, José Carlos Cosenza, durante depoimentos na Operação Lava Jato.

Em nota oficial divulgada nesta quarta-feira, a empresa disse ter sido informada que o delegado Márcio Adriano Anselmo, da Superintendência Regional do Paraná do Departamento de Polícia Federal, enviou hoje ofício ao juiz Sérgio Moro, da 13ª. Vara Criminal Federal no Paraná, reconhecendo o erro.

Segundo a Petrobras, o nome do diretor constou nos depoimentos por ter sucedido Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da empresa.

A empresa reforçou ainda que não há até o momento qualquer evidência de participação de Cosenza em esquema de corrupção e que nenhum dos presos na sétima fase da Lava Jato fez qualquer menção ao executivo.

"A Petrobras reitera que vem colaborando com os órgãos públicos de investigação, fiscalização e controle para elucidação dos fatos", afirmou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também