Osasco tem novo ataque após PM ser morto

Episódio aconteceu quase dois meses depois de uma série de ataques na região, que deixou 32 mortos

São Paulo – A cidade de Osasco, na Grande São Paulo, foi mais uma vez palco de atos de violência na madrugada da última segunda-feira. 

Três homens foram baleados enquanto tomavam cerveja na frente de um bar no bairro Pedreira. As vítimas foram encaminhadas ao hospital e não correm risco de morte.

Conforme apurou o jornal Folha de S. Paulo, a polícia investiga as circunstâncias do crime e não descarta a possibilidade do ataque ser uma resposta à morte do soldado Ânderson dos Santos Silva, de 21 anos. O corpo de Silva foi encontrado na alça de acesso ao Rodoanel com três tiros. 

Chacina

O episódio aconteceu quase dois meses depois de uma série de ataques na mesma região, que deixou 32 mortos. Os crimes aconteceram logo após a morte de um policial militar e um guarda civil.

Até agora, um soldado da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) foi preso. Ele nega envolvimento no caso. Outros policiais militares estão sob investigação, mas nenhum foi indiciado. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.