Oposição ao sindicato promete ônibus de graça em PE

Anúncio feito nesta quinta pelo líder da Oposição Rodoviária de Verdade CSP-Conlutas, Aldo Lima, deixa clara a disputa sindical por trás da paralisação

Recife - A Oposição Rodoviária de Verdade CSP-Conlutas - Central Sindical e Popular, que trava disputa com a direção do Sindicato dos Rodoviários do Recife, anunciou nesta quinta-feira que os motoristas e cobradores em greve desde a segunda-feira, 1, na região metropolitana da capital de Pernambuco, porão os ônibus nas ruas na tarde desta quinta-feira com a porta traseira aberta para que os passageiros andem de graça.

O anúncio feito nesta quinta pelo líder da Oposição Rodoviária de Verdade CSP-Conlutas - Central Sindical e Popular, Aldo Lima, deixa clara a disputa sindical por trás da paralisação.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários (ligado à Nova Central Sindical dos Trabalhadores), Patrício Magalhães, afirmou desconhecer esta orientação e que a Oposição Rodoviária de Verdade "não representa o sindicato e quer implantar o terror". A orientação do sindicato é pôr os coletivos nos horários de pico - entre 5h30 e 8 horas - e no fim da tarde - das 17 horas às 19 horas.

A categoria pede 33% de reajuste salarial e aumento do vale refeição de 160 para 170 reais. Sem consenso, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) julgou dissídio coletivo na noite da terça-feira, 2, determinando o encerramento da greve, que considerou "abusiva". Concedeu 7% de reajuste e vale-refeição de 171 reais. Insatisfeita, a categoria manteve a greve.

Por meio de duas secretarias - Cidades e Articulação Social -, o governo do Rio iniciou nesta quinta-feira o papel de mediador, ouvindo todas as partes, incluindo a Oposição Rodoviária de Verdade, na busca de um acordo. Cerca de 2 milhões de passageiros foram prejudicados. O esquema de manter coletivos nos horários de pico não tem funcionado. Na manhã desta quarta, cerca de 80% dos coletivos deixaram as garagens, mas a maior parte deles estacionou em várias avenidas da capital pernambucana.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.