Morre mais homem que mulher até 79 anos, diz IBGE

A partir dos 80, elas respondem por porcentual maior nas estatísticas de óbito por ter vida mais longa

Rio - Os homens morrem mais do que as mulheres em todas as faixas etárias até os 79 anos - a partir dos 80, elas respondem por porcentual maior nas estatísticas de óbito por ter vida mais longa.

A fase mais perigosa é a juventude: a mortalidade masculina entre os 15 e 24 anos por causas externas (acidentes de trânsito, homicídios e suicídios) superou a feminina na razão de 4 para 1.

A proporção de falecimentos violentos aumentou em 2012, principalmente no Norte e Nordeste, embora a maior taxa do Brasil esteja no Centro-Oeste.

Sergipe (80,7%), Bahia (78,3%) e Alagoas (77,7%) têm as proporções mais altas de mortes violentas entre jovens de 15 a 24 anos de idade do sexo masculino. As mulheres correm mais riscos no Espírito Santo e no Tocantins, Estados em que a proporção feminina ficou em 47% e 45,9%, respectivamente.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.