Brasil

MEC fixa normas para oferta de cursos superiores à distância

Texto determina que instituições de ensino superior podem se credenciar para ofertar cursos de EAD sem o credenciamento para modalidade presencial

MEC também informou que a oferta de curso EAD por instituição sem o credenciamento específico configura irregularidade administrativa (Flickr/Creative Commons/Creative Commons)

MEC também informou que a oferta de curso EAD por instituição sem o credenciamento específico configura irregularidade administrativa (Flickr/Creative Commons/Creative Commons)

R

Reuters

Publicado em 21 de junho de 2017 às 08h33.

São Paulo - O Ministério de Educação (MEC) definiu normas para o credenciamento de instituições e a oferta de cursos de ensino superior à distância (EAD), segundo portaria normativa publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira.

O texto determina que instituições de ensino superior podem se credenciar para ofertar cursos de EAD sem o credenciamento para modalidade presencial.

De acordo com a portaria, instituições credenciadas para cursos à distância podem criar pólos EAD por ato próprio, respeitando os limites quantitativos fixados conforme o conceito institucional. Neste caso, o MEC define que instituições de ensino com conceito 3, por exemplo, podem criar até 50 pólos EAD por ano.

Ainda segundo a resolução, "é vedada a oferta de curso superior presencial em instalações de pólo EAD que não sejam unidades acadêmicas presenciais devidamente credenciadas".

Além disso, o MEC informa que a oferta de curso EAD por instituição sem o credenciamento específico configura irregularidade administrativa, passível de penalidade nos termos da legislação educacional.

Acompanhe tudo sobre:EducaçãoEnsino superiorMEC – Ministério da Educação

Mais de Brasil

Quero ser responsável pela vitória dele, diz Lula no lançamento da candidatura de Boulos em SP

Com esquerda em peso e até bolsonarista, PSD oficializa candidatura de Paes sem definir vice

Vamos colocar a periferia em primeiro lugar, diz Boulos ao oficializar candidatura ao lado de Lula

Fuad e Kassab apostam em discurso moderado e feitos da gestão para reeleição em prefeitura BH

Mais na Exame