Lula teve a covid-19 em viagem e precisou fazer quarentena em Cuba

O ex-presidente foi diagnosticado com a covid-19 no dia 26 de dezembro, dias após chegar em Cuba, para participar da gravação de um documentário

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi diagnosticado com a covid-19 no dia 26 de dezembro, dias após chegar em Cuba, para participar da gravação de um documentário sobre a América Latina, produzido pelo cineasta Oliver Stone. O ex-presidente não necessitou ficar internado e foi acompanhado por médicos cubanos.

Por conta dos protocolos de segurança em relação a viagens, ele precisou ficar no país, e retornou ao Brasil nesta quarta-feira, 20.

De acordo com nota oficial, Lula chegou à ilha no dia 21 de dezembro e, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde, fez testes antes do embarque, todos com resultado negativo para a covid-19. O exame foi repetido no dia 26, com o diagnóstico positivo para a doença. 

“Por estar fora do Brasil, o ex-presidente Lula decidiu comunicar a doença apenas na chegada ao país, para preservar sua família e dos demais infectados”, diz a nota enviada à imprensa.

No grupo que viajou com Lula estavam nove pessoas, e apenas uma não teve a doença. Todos ficaram em isolamento pelo período de 14 dias e foram monitorados com o teste de RT-PCR, que identifica se a pessoa ainda está transmitindo o coronavírus.

Segundo informações divulgadas para a imprensa, no período em que ficou monitorado, Lula passou por uma tomografia, e foram identificadas lesões no pulmão, compatíveis com a covid-19.

“Estou preparado para tomar a vacina, assim que tivermos vacina para todos. Sigo esperando minha vez na fila, com o braço à disposição para tomar assim que puder. E enquanto todos não se vacinam, vou continuar com máscara, evitando aglomerações e passando muito álcool em gel”, disse Lula por meio de nota.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.