Líder tucano defende mudança em fundo eleitoral

Ricardo Tripoli (SP) considera que as conversas sobre a minirreforma política já estão "encaminhadas"

 

O líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), considera que as conversas sobre a minirreforma política já estão "encaminhadas", porém ainda é preciso aperfeiçoar alguns pontos sobre como será a distribuição do fundo eleitoral proposto pelo líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), estimado em R$ 3,5 bilhões.

Pelo texto de Jucá, metade do fundo seria dividida igualmente para os 35 partidos com registro; e outra parte seria dividida proporcionalmente ao tamanho das bancadas das siglas na Câmara e no Senado um ano antes da eleição.

O tucano avalia que deve ser considerada a composição da bancada logo após a eleição anterior, pois muitos parlamentares mudam de partido ao longo do mandato.

"Queremos que a data seja a data de eleição dos deputados. Tem que ser do ano da eleição", destacou Tripoli. Ele disse que este é um posicionamento do partido como um todo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.