A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Justiça americana encerra ação contra a Eletrobras

Prazo para investidores recorrerem contra acordo firmado com a empresa foi encerrado sem nenhum recurso

A Eletrobras informou que o prazo para a apresentação de recursos contra o acordo firmado entre a empresa e investidores, na Justiça dos Estados Unidos, foi encerrado "sem que tenha sido interposto nenhum recurso".

"Em decorrência do trânsito em julgado da Class Action, o acordo já homologado adquire plena eficácia, não existindo mais nenhuma demanda judicial em curso contra a Eletrobras nos Estados Unidos, de conhecimento da companhia", informou a empresa por meio de nota.

Em dezembro do ano passado, a Eletrobras fechou um acordo envolvendo o pagamento de US$ 14,75 milhões (cerca de R$ 57 milhões) para encerrar uma ação coletiva movida por investidores contra a empresa relacionada a casos de corrupção descobertos pelas investigações da Operação Lava Jato.

Como contrapartida, a empresa conseguiu a exoneração completa de quaisquer acusações e responsabilidades em face da Eletrobras e executivos envolvidos na ação coletiva.

O acordo foi fechado ontem (23) no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York. De acordo com a Eletrobras, a iniciativa teve por objetivo encerrar todas as ações em curso iniciadas pelos investidores que adquiriram ações ordinárias e preferenciais da Eletrobras.

A ação coletiva contra a empresa foi movida por investidores titulares de American Depository Shares-ADS, um tipo de certificados de ações, emitidos por bancos dos Estados Unidos, com lastro em títulos de empresas estrangeiras e negociados em dólares nas bolsas de valores dos EUA.

Segundo a Eletrobras, o processo foi extinto com julgamento do mérito e que os custos com honorários e reembolso de despesas com advogados serão deduzidos dos US$ 14,75 milhões depositados na conta judicial do acordo.

A empresa já havia dito anteriormente que o acordo não representa reconhecimento de ato ilegal ou culpa pela Eletrobras, que continua a negar as alegações e acusações feitas na ação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também