A página inicial está de cara nova Experimentar close button

IGP-M pode fechar o ano com a maior taxa desde 2004

Acumulado só não é maior do que o desempenho anual de 2004

São Paulo - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) está caminhando para encerrar o ano de 2010 com a maior taxa desde 2004. A avaliação é do coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Salomão Quadros. Ele fez a observação comentar a taxa de 12 meses do indicador, que até a segunda prévia de dezembro atingiu alta de 11,39%.

Sem fazer previsões numéricas, o técnico admitiu que, na comparação com outros resultados de taxas anuais, o IGP-M deste ano já superou o desempenho de anos anteriores. A taxa acumulada do indicador este ano já se posiciona acima das de 2005 (1,21%); 2006 (3,83%); 2007 (7,75%); 2008 (9,81%); e 2009 (-1,72%). O acumulado só não é maior do que o desempenho anual de 2004, quando o indicador fechou o ano com alta de 12,41%. "Creio ser possível fechar o ano com uma taxa que só não supere a de 2004", comentou o especialista.

Caso termine o ano com a maior taxa desde 2004, o IGP-M seguirá o mesmo curso do IGP-10, anunciado na semana passada e que finalizou o ano com avanço de 11,16%, também o maior resultado anual desde 2004 (12,42%).

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também