Governo finaliza projeto de lei que permite privatizar os Correios em 2021

Para especialistas, grande desafio é criar modelo de venda dos Correios que seja atraente para empresas privadas e mantenha capilaridade do serviço

O governo vai enviar ao Congresso, nos próximos dias, um projeto de lei que abre caminho para a privatização dos Correios. O texto já foi assinado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e deve ser chancelado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira.

O modelo de privatização ainda está em estudo, mas, de acordo com cronograma do governo, o leilão está previsto para meados de 2021.

A privatização dos Correios será a primeira a ser proposta pelo governo em 2020. A expectativa da equipe econômica é tentar aprovar o projeto ainda neste ano, como forma de demonstrar avanço na agenda de desestatizações.

Para especialistas, o maior desafio da privatização dos Correios é como definir um modelo de venda que equilibre a atratividade do negócio para empresas privadas com a manutenção da capilaridade de atendimento. É consenso que a malha da estatal, presente em todos os municípios do país, é um fator que derruba a rentabilidade da operação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também