EXAME/IDEIA: 91% acreditam que Brasil vive um colapso de saúde

Ocupação de leitos de UTI superou 90% em pelo menos 17 estados brasileiros. O mês de março já é o mais letal da pandemia

A taxa de ocupação de leitos de UTI está acima de 90% em 17 estados, segundo boletim do Observatório Covid-19, da Fiocruz, divulgado na terça-feira, 23. Neste mesmo dia, o Brasil teve o pior registro de mortes pela doença no período de 24 horas: 3.251. Diante deste panorama, 91% dos brasileiros acreditam que o Brasil vive um verdadeiro colapso de saúde.

Essa percepção de falência no sistema de saúde é maior entre os moradores do Norte (95%) e Nordeste (93%). Entre os evangélicos, parcela que mais apoia o governo do presidente Jair Bolsonaro, 86% têm a sensação de que o atendimento hospitalar entrou em colapso.

Os dados são da mais recente pesquisa EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Invest Pro, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.255 pessoas entre os dias 22 e 24 de março. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Clique aqui para ter acesso ao relatório completo.

Grande parte da desassistência aos pacientes infectados pelo coronavírus é atrelada ao trabalho do ex-ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello. Para 35%, a gestão da crise sanitária feita por ele foi ruim ou péssima. E para 36%, a troca no comando da pasta, pelo médico Marcelo Queiroga, não deve mudar a situação. Outros 27% acreditam que o cenário deve melhorar, e 11% acham que o novo ministro fará um trabalho pior.

 (Arte/Exame)

A pesquisa ainda questionou a aprovação dos brasileiros sobre as medidas de toque de recolher e do fechamento de serviços não essenciais com o objetivo de diminuir a circulação de pessoas. Entre os entrevistados, 56% apoiam essas duas estratégias de contenção da covid-19. A aprovação é maior entre aqueles com ensino superior (66%), e pior na faixa etária de 25 e 34 anos (47%).

CPI da Covid-19

Está em debate no Congresso Nacional a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a gestão do Ministério da Saúde na crise sanitária da covid-19. A criação está mais adiantada no Senado, com a assinatura de 30 parlamentares em um requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Para 71% dos brasileiros questionados pela pesquisa EXAME/IDEIA, esta investigação deveria ser instaurada. Apesar disso, 56% não sabem como funciona e qual a finalidade de uma CPI.

 (Arte/Exame)

“Há um apoio majoritário para instauração de uma CPI para apurar potenciais desvios e problemas na gestão pública da pandemia. Quanto maior a renda e escolaridade, maior o grau de suporte. Há um sentimento de que o poder público poderia ter feito mais na gestão da pandemia no Brasil”, avalia Maurício Moura, fundador do IDEIA.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também