Em SP, taxista bilíngue ganha selo em carro na Copa

Quem tem fluência em mais de um idioma pode expor outras bandeiras na identificação, que deverá ser colada no vidro dianteiro, do lado do passageiro

São Paulo – Os taxistas de São Paulo que falam outros idiomas, além do português, terão selos de identificação para expor nos carros. Portaria publicada nesta sexta-feira, 30, no Diário Oficial da Cidade especifica o modelo e a posição da identidade a fim de facilitar a vida dos turistas estrangeiros que visitarem a capital para os jogos da Copa do Mundo.

O modelo é simples: deve conter a bandeira do Brasil ao lado da bandeira do país cuja língua é dominada pelo taxista.

Quem tem fluência em mais de um idioma pode expor outras bandeiras na identificação, que deverá ser colada no vidro dianteiro, do lado do passageiro.

A São Paulo Transporte (SPTrans) não vai arcar com os custos da emissão dos selos nem cadastrar os veículos que os utilizarem.

A falta de veracidade na divulgação das informações bilíngues afixadas no para-brisas dos carros, no entanto, pode render sanções aos taxistas, de acordo com as normas municipais.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.