Brasil
Acompanhe:

Doria diz que Virada Cultural vai ser apenas em Interlagos

Doria afirmou que a programação vai ser mantida, num formato com shows durante 24 horas, mas sem os "pontos ruins" da Virada

Doria: "vai ser em Interlagos com segurança, não incomodando a população" (Divulgação)

Doria: "vai ser em Interlagos com segurança, não incomodando a população" (Divulgação)

E
Estadão Conteúdo

5 de dezembro de 2016, 20h00

São Paulo - O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 5, que a Virada Cultural vai ser deslocada para um único local, o Autódromo de Interlagos, que será privatizado.

Atualmente, a Virada ocorre em diversos pontos da região central da cidade simultaneamente.

Doria afirmou que a programação vai ser mantida, num formato com shows durante 24 horas, mas sem os "pontos ruins" da Virada, citando a acumulação de pessoas próxima a áreas de residência.

"Vai ser em Interlagos com segurança, não incomodando a população", disse, durante discurso em plenária da Fecomercio-SP. O formato vai ser mantido durante os quatro anos de gestão, prometeu.

Nos bairros, Doria afirmou que vão ocorrer "pequenas Viradas", com programação reduzida, de 12 horas de shows.