Deputados de SP aprovam “Segunda sem carne” no estado

Lei ainda pode ser vetada pelo governador Geraldo Alckmin

São Paulo – Um projeto de lei de 2016 aprovado ontem pelos deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo institui a “Segunda sem carne” em todos os órgãos públicos da esfera estadual.

O projeto ainda pode ser vetado pelo governador, Geraldo Alckmin. No entanto, se Alckmin sancionar a lei, todos os estabelecimentos ligados à rede estadual ficarão proibidos de servir carne às segundas-feiras.

Isso inclui escolas públicas, restaurantes e bares que sirvam alimentos em órgãos públicos. Hospitais e unidades de saúde ficaram de fora.

Além da proibição às segundas-feiras, o projeto também prevê que os estabelecimentos ofereçam um cardápio alternativo, diariamente, sem carne para os vegetarianos.

O projeto foi apresentado pelo deputado Feliciano Filho, do PSC, que é ativista pelos direitos dos animais.

Na justificativa, o deputado afirma que a intenção é “mobilizar a população Paulista para uma reflexão sobre as conseqüências negativas do consumo de carne”, e buscar “uma adequação dos hábitos alimentares à nova realidade social”.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.