De olho em variantes, Saúde adianta vacinação de portuários e aeroviários

Na noite de ontem, o Ministério da Saúde começou a distribuir vacinas contra covid para a imunização desse grupo, que abrange pouco mais de 200 mil pessoas
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
Por Agência BrasilPublicado em 26/05/2021 08:05 | Última atualização em 26/05/2021 08:05Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Ministério da Saúde decidiu antecipar o início da vacinação de trabalhadores de portos e aeroportos. Na noite de ontem (25) começaram a ser distribuídas aos estados doses para a imunização desse público, que abrange pouco mais de 200 mil pessoas.

  • Entenda como o avanço da vacinação afeta seus investimentos. Assine a EXAME.

Segundo a pasta, as doses serão suficientes para atender 100% dos portuários e 78% dos trabalhadores em aeroportos.

De acordo com o Ministério da Saúde, a medida foi tomada diante do cenário de circulação de uma nova variante, denominada de indiana, em menção ao país onde surgiu, cujo nome técnico é B.1.671.2.

No país, a variante foi identificada inicialmente no Maranhão, com casos suspeitos em outros estados sob análise. Uma pessoa infectada com a variante indiana está internada em São Luís em estado grave.

O governo federal enviou ao Maranhão 600 mil testes rápidos para identificar possíveis casos da variante no estado.

O podcast EXAME Política vai ao ar todas as sextas-feiras. Clique aqui para seguir no Spotify, ou ouça em sua plataforma de áudio preferida, e não deixe de acompanhar os próximos programas.