Cunha “manipula" votação do impeachment, diz PCdoB

Representante do PCdoB afirmou no STF que Eduardo Cunha “manipula e interfere” no procedimento de impeachment da presidente Dilma

O advogado Claudio Pereira, representante do PCdoB, afirmou hoje (14) no Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha,  “manipula e interfere” no procedimento de impeachment da presidente Dilma Rousseff que tramita na Casa.

De acordo com o advogado, mesmo com a decisão que mudou a ordem de chamada dos deputados, para a votação que ocorrerá no próximo domingo (17), Cunha não cumpriu o regimento interno da Casa ao decidir que a chamada da votação começará por deputados de um estado do Norte do país.

Segundo Pereira, Cunha quer a “alternância de bancadas estaduais e não alternância de deputados individualmente considerados”. No entendimento do defensor, a chamada deve ser de um deputado do Norte e logo após um deputado do Sul e não pelos votos de todos deputados de um estado e a seguir todos os deputados de outro.

Além disso, Claudio Pereira argumentou que a decisão de Cunha não é imparcial, por interferir na votação. “Os votos dados do início da coleta de votos interferem em votos que se colhem posteriormente.”, afirmou.” O Supremo julga nesta tarde a validade do procedimento de votação adotado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e um pedido do AGU para anular votação do parecer da Comissão Especial do Impeachment, relatado pelo deputado Jovair Arantes (PTB-GO), favorável ao impedimento de Dilma.

As ações que serão julgadas em conjunto foram protocoladas pelos deputados federais Weverton Rocha (PDT-MA), Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA), Paulo Teixeira (PT-SP), Wadih Damus (PT-RJ), além de ações da Advocacia-Geral da União e do PCdoB.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também