Congresso não discutirá agora sobre demarcação de terras, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados classificou como polêmica desnecessária o debate sobre a demarcação de áreas indígenas

Rio de Janeiro – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira que o Congresso não vai discutir neste momento sobre a demarcação de terras indígenas, após declarações recentes do presidente Jair Bolsonaro defendendo a revisão de demarcações por supostos indícios de fraudes.

Em evento no Rio de Janeiro, Maia classificou como polêmica desnecessária o debate sobre a demarcação de áreas indígenas e manifestou preocupação com o dano de imagem sofrido pelo agronegócio brasileiro por causa das queimadas na Amazônia, prometendo que o Parlamento votará propostas que mostram que os congressistas são contra o desmatamento.

O presidente da Câmara também disse que vê espaço para aprovar uma reforma tributária ainda neste ano e, ao afirmar que não é importante se uma proposta sobre o tema será aprovada primeiro na Câmara ou no Senado, voltou a cobrar que o governo encaminhe a sua própria proposta.

Maia também classificou como bem encaminhada a finalização da reforma da Previdência, já aprovada na Câmara e que agora tramita no Senado.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.