Comércio abre em Fortaleza, mas movimento é pequeno

Bancários e servidores ligados ao Sindisaúde promovem passeatas pelas ruas pedindo para os lojistas baixarem as portas

Fortaleza - No centro de Fortaleza, o comércio abriu normalmente nesta sexta-feira, 28, dia de greve geral. Mas o movimento de consumidores ainda é muito pequeno.

Bancários e servidores ligados ao Sindisaúde promovem passeatas pelas ruas pedindo para os lojistas baixarem as portas.

O pedido é atendido apenas durante a passagem dos manifestantes. Logo após a saída destes, as portas são abertas novamente.

A Rua Senador Pompeu, na quadra próxima à Praça da Bandeira, onde ocorre concentração dos protestos, era um dos poucos trechos em que o comércio ainda não estava aberto, por volta das 10h45.

Os manifestantes começaram a se reunir na Praça da Bandeira pouco antes das 9h desta sexta-feira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.