Com Bolsonaro quieto, o Brasil fica mais calmo, diz Doria

Governador de São Paulo também afirmou que torce pela permanência do ministro da Economia, Paulo Guedes

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que "com o presidente Jair Bolsonaro quieto, o Brasil fica mais calmo", principalmente para discutir as questões relativas ao combate ao novo coronavírus.

Segundo Doria, em entrevista à rádio Jovem Pan "esse período mais quieto do presidente, com menos polêmica, é bom, é saudável para o Brasil."

O governador de São Paulo também afirmou que torce pela permanência do ministro da Economia, Paulo Guedes, no governo. Segundo Doria, Guedes é o "garantidor do teto de gastos".

"Se não fosse ele, Guedes, Bolsonaro já teria rompido o teto e feito o que a ex-presidente Dilma Rousseff fez", afirmou Doria.

De acordo com o governador paulista, a permanência do ministro na Economia no governo foi colocada em risco pelo descolamento das propostas de campanha de Bolsonaro após assumir a cadeira presidencial. Essas propostas já afastaram diversos ministros, entre eles, o da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.