Ciro Gomes diz que será o nome da esquerda ao Planalto

Gomes disse que não cresce em razão do nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Brasília – O ex-ministro Ciro Gomes admitiu que sua pré-candidatura à Presidência da República não cresce em razão do nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas afirmou que a situação do petista, que estaria sendo “injustiçado”, levará ele a ser o nome da esquerda na disputa pelo Palácio do Planalto.

Após reunião da Executiva do PDT confirmar seu nome como pré-candidato à Presidência, Ciro afirmou que a disputa presidencial vai afunilar para cinco candidatos, sendo Lula e ele no campo progressista e de centro-esquerda, a ex-ministra Marina Silva num campo isolado e o da direita, numa “confusão engraçada”, com o deputado Jair Bolsonaro (PSL) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

“O Bolsonaro está tamponando o Alckmin e o Lula tamponando a minha posição”, disse Ciro em entrevista coletiva.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.