Cinco escolas privadas do DF entram na greve, diz sindicato

Os cinco estabelecimentos são localizados na área central de Brasília, que segue tranquila, sem a realização de protestos

Brasília - Cinco escolas particulares do Distrito Federal aderiram à greve geral dos trabalhadores nesta sexta-feira, 28, contra as reformas do governo Michel Temer. A informação é do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe/DF).

Os cinco estabelecimentos são localizados na área central de Brasília, que segue tranquila, sem a realização de protestos ou tumultos.

No Aeroporto JK, manifestantes insultaram passageiros nesta manhã e foram dispersados pela polícia. Eles disseram que voltarão ao terminal no horário de pico, à noite, para um novo ato.

Nos arredores de Brasília, as vias de acesso ainda registram engarrafamentos, ampliados por causa de bloqueios feitos por manifestantes.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, houve um acidente na BR-040 por volta das 8h20 envolvendo um motociclista, que foi socorrido imediatamente.

A rodovia, no entanto, continua congestionada. Uma manifestação na BR-020 acabou por volta das 8h40 e o trânsito agora segue normalmente.

A Polícia Militar disse que está atenta para conter possíveis manifestações em todas as rodovias do DF.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.