Cabral diz que deixa o governo do Rio em 31 de março

Em entrevista a jornalistas, o governador afirmou que vai disputar o Senado nas eleições do ano que vem

Rio - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), confirmou nesta sexta-feira, 27, em discurso durante a inauguração de uma delegacia no Complexo de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, que deixará o governo no dia 31 de março.

"Fico feliz de deixar o governo no dia 31 de março e passar o bastão para o vice-governador Luiz Fernando Pezão, que dará continuidade a tudo isso", discursou Cabral.

Em entrevista a jornalistas, o governador afirmou que vai disputar o Senado nas eleições do ano que vem. Pezão é pré-candidato do PMDB ao governo do Estado.

A delegacia do Alemão foi inaugurada três anos após a ocupação policial do Complexo de Favelas. Durante o evento, um manifestante que protestava, contra o que chamou de situação de abandono de moradias de um trecho da favela, foi obrigado por assessores do governo a abaixar o cartaz com a inscrição "Fazer delegacia é mole, quero ver tirar o povo da Lagoinha, estamos sofrendo".

"Mandaram abaixar o cartaz e disseram que alguém vinha falar comigo, mas ninguém veio", disse o pintor Paulo Roberto de Souza, de 50 anos, que levava o cartaz.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.