Brasil passa a marca de 200 mil recuperados da covid-19

Segundo o Ministério da Saúde, 211.080 pessoas estão curadas da doença, 285.430 estão em acompanhamento e 29.937 morreram

O número de pessoas que se recuperou da covid-19 no Brasil passou a marca de 200 mil. Segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde na segunda-feira, 1º de junho, são 211.080 curados. Há ainda 285.430 pessoas com resultado positivo, mas que estão em acompanhamento médico.

Em todo o mundo são 2,7 milhões de recuperados da doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. A ordem dos países em que há mais recuperados é similar a de número de casos. Os Estados Unidos aparecem em primeiro, com quase 460 mil curados, em seguida vem o Brasil, e depois a Rússia, com 186 mil. A Alemanha é a quarta com o maior número de recuperados, com 166 mil.

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, sigla em inglês), em uma outra variação de coronavírus já conhecida dos cientistas, o MERS-CoV, os pacientes podem ser reinfectados após um breve período. Mas ainda não há evidências científicas suficientes para dizer que o mesmo ocorre com a covid-19.

Em São Paulo, o estado mais atingido pela pandemia no Brasil, 21.476  pessoas já tiveram alta hospitalar. No último dado divulgado pela Secretaria de Saúde, na segunda, o número de pacientes internados é de 12.920, sendo 7.777 em enfermaria e 4.681 em unidades de terapia intensiva.

O Brasil tem 526.447 pessoas infectadas e 29.937 mortes pelo coronavírus. Nos últimos sete dias, o país registrou o maior número de novas confirmações de casos e de mortes em todo o mundo. Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que foram 151.042 novos casos no período, enquanto os Estados Unidos, que aparece em segundo lugar, confirmaram 141.441.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.