Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Brasil passa a marca de 110 mil mortes por covid-19, diz consórcio

Em 24 horas o país registrou 1.365 óbitos. Mais de 3,4 milhões de pessoas já foram diagnosticadas com o coronavírus

Modo escuro

 (Bloomberg / Colaborador/Getty Images)

(Bloomberg / Colaborador/Getty Images)

G
Gilson Garrett Jr.

Publicado em 18 de agosto de 2020 às, 20h06.

Última atualização em 18 de agosto de 2020 às, 20h13.

O Brasil tem 110.019 óbitos e 3.411.972 casos confirmados de covid-19, segundo levantamento dos veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde e divulgado nesta terça-feira, 18.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que no período de um dia foram registradas 1.365 vítimas e 48.637 testes reagentes para o coronavírus.

Os dados são compilados pelo consórcio que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

A média móvel, que contabiliza o número de óbitos da última semana, é de 989. Há dois meses e meio este valor está próximo de 1.000 confirmações.

O país é o que mais registrou mortes no período de um dia. Em segundo lugar está a Índia, com 1.098, de acordo com a plataforma Worldmeters. O país asiático é o terceiro com mais casos em todo o mundo, com 2,7 milhões.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Índia foi o país com o maior número de confirmações nos últimos sete dias. Foram pouco mais de 430.000 novos infectados.

No Brasil, São Paulo é o estado com maior número de casos do novo coronavírus, 711.530, e atingiu um total de 27.315 óbitos. Em seguida, a Bahia tem 221.041 registros de covid-19, com 4.542 mortes. O Rio de Janeiro voltou a aparecer em terceiro lugar com 199.480 casos da doença e 14.728 mortes.

América tem metade dos casos no mundo

A diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne, afirmou nesta terça-feira, que o número de casos de covid-19 nas Américas atingiu quase 11,5 milhões, com mais de 400.000 mortes.

Durante entrevista coletiva virtual, ela notou que a região "continua a concentrar o maior fardo" na pandemia, com 55% do total de casos registrados pelo mundo na última semana.

Etienne disse que os Estados Unidos e o Brasil continuam a ser os países mais afetados na região, mas outras nações também sofrem com uma tendência de aumento nos casos, como no Caribe.

Por outro lado, algumas nações mostram menos casos, após picos da doença, afirmou ela. "Nós precisamos seguir vigilantes e manter o vírus sob controle", recomendou.

(Com Estadão Conteúdo)

Últimas Notícias

ver mais
Em discussão no STF, aborto é permitido em 77 países; veja quais
Brasil

Em discussão no STF, aborto é permitido em 77 países; veja quais

Há 3 horas
Apenas uma em cada 3 vacinas de HPV foram aplicadas no estado de SP
Brasil

Apenas uma em cada 3 vacinas de HPV foram aplicadas no estado de SP

Há 4 horas
Correios aprovam reajuste e benefícios para funcionários em 2024
Brasil

Correios aprovam reajuste e benefícios para funcionários em 2024

Há 17 horas
Governo afirma que não vê necessidade para volta do horário de verão
Brasil

Governo afirma que não vê necessidade para volta do horário de verão

Há 18 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais