Brasil

BNDES libera R$ 1,5 bi para metrô e CPTM, diz Alckmin

Para a obra da Linha 2 do Metrô será quase R$ 1 bilhão, e meio bilhão para a linha 8 da CPTM

O BNDES assinou dois financiamentos para o Estado de São Paulo (Gilberto Marques/Governo de SP)

O BNDES assinou dois financiamentos para o Estado de São Paulo (Gilberto Marques/Governo de SP)

DR

Da Redação

Publicado em 22 de junho de 2012 às 15h46.

Rio - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que participou nesta terça-feira da Cúpula Mundial dos Estados, evento do calendário da Rio+20, informou que amanhã a direção do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assina dois financiamentos para o Estado de São Paulo, num total de cerca de R$ 1,5 bilhão.

"Para a obra da Linha 2 do Metrô será quase R$ 1 bilhão, e meio bilhão para a linha 8 da CPTM", afirmou o governador.

Ao ser questionado se o acordo do PT com Paulo Maluf pode auxiliar o ex-governador José Serra na disputa pelo governo de São Paulo, Alckmin respondeu, visivelmente contrariado: "Isso vocês têm que perguntar para o PT". E encerrou a entrevista.

A Cúpula dos Estados está sendo realizada no Pavilhão Rio de Janeiro, no Parque dos Atletas, ao lado do Riocentro, onde os chefes de Estado se reúnem, a partir de quarta-feira, na cúpula da Rio+20.

Acompanhe tudo sobre:BNDESEmpresasEmpresas estataisEstatais brasileirasGeraldo AlckminGovernadoresMetrô de São Paulomobilidade-urbanaPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosTransporte públicotransportes-no-brasil

Mais de Brasil

No Brasil para o G20, secretária do Tesouro dos EUA discutirá economia e geopolítica

Lula recebe Tony Blair, ex-primeiro-ministro britânico, nesta segunda-feira, no Palácio do Planalto

Itamaraty vive expectativa por novo fôlego dos democratas após desistência de Biden

Semana começa com previsão de chuva para oito capitais, segundo o Inmet; saiba quais

Mais na Exame