Aumenta número de endividados em São Paulo

Pesquisa da Fecomercio-SP mostrou que confiança na estabilidade na economia levou a aumento no número de endividados no estado

São Paulo – Aumentou em fevereiro o número de paulistas endividados. Pesquisa da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) divulgada hoje (4) aponta que o percentual de endividados no estado subiu de 51,2% em janeiro para 53,8% em fevereiro deste ano.

Os economistas da federação atribuem o aumento do endividamento à confiança dos consumidores e estabilidade da economia. “O consumidor paulista está mais confiante nas bases da economia do que estava no começo do ano passado, o que se deve, em grande parte, ao elevado nível de ocupação e ao consequente incremento da massa salarial real.”

O número de famílias com contas em atraso também aumentou, mas em uma proporção menor. Em janeiro eram 14,7% e em fevereiro, 15,3%. Segundo a Fecomercio, o número está abaixo da série histórica da pesquisa.

A maior parte das dívidas (68,3%) é referente a compras com cartão de crédito. A segunda modalidade de endividamento são os carnês 30,8%, seguido pelo financiamento de carros com 12,9%.

Quanto ao tempo de endividamento, 34,3% estão comprometidos com o pagamento por mais de um ano, 25% de três a seis meses e 22,5% por menos de três meses.

Os débitos comprometem mais da metade da renda mensal de 14,1% dos paulistas e menos de 10% dos rendimentos de cada mês para 22,8% deles.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.