Ato da CUT, UNE e MST tem mensagens de apoio a Dilma

Apesar de ser oficialmente uma manifestação para cobrar o governo, o ato das entidades em São Paulo só registra mensagens de apoio à Dilma

São Paulo - Apesar de ser oficialmente uma manifestação organizada para fazer cobranças ao governo federal, o ato organizado pela Central Única dos Trabalhadores, União Nacional dos Estudantes (UNE) e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que ocupa na tarde desta sexta-feira, 13, uma faixa da Avenida Paulista, em São Paulo, só registra até agora mensagens de apoio à presidente Dilma Rousseff.

"Viemos aqui para defender a Petrobras e a Dilma. É isso que importa" , afirma o sindicalista Edinaldo Gonçalves, do Sindicato dos Químicos de São Paulo.

A CUT contratou cerca de 80 seguranças particulares para acompanhar o ato. A Polícia Militar acompanha a movimentação à distância e ainda não divulgou nenhuma estimativa de público para o evento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.