Brasil
Acompanhe:

Associação alerta sobre risco de desabastecimento de combustíveis com bloqueios

Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis recomenda ações coordenadas das autoridades responsáveis para o urgente desbloqueio das estradas

Protesto: federação recomenda acompanhar os veículos, visando assegurar o abastecimento de postos, supermercados e hospitais, (Estadão/Exame)

Protesto: federação recomenda acompanhar os veículos, visando assegurar o abastecimento de postos, supermercados e hospitais, (Estadão/Exame)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 2 de novembro de 2022, 15h29.

A Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Biocombustíveis e Gás Natural (Brasilcom) alertou, por meio de nota, para o risco de desabastecimento de combustíveis em consequência das manifestações que vêm sendo realizadas em diversos Estados com bloqueio parcial ou total de estradas.

"A Brasilcom recomenda ações coordenadas das autoridades responsáveis para o urgente desbloqueio das estradas e, onde necessário, proteger e acompanhar o deslocamento do transporte de combustíveis, visando assegurar o abastecimento de postos revendedores, supermercados e de hospitais, principais prejudicados pelas interrupções de fornecimento", disse a federação, no comunicado.

Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e acesse as notícias mais importantes do Brasil em tempo real

Ainda conforme a Brasilcom, as associadas têm participado com informações em tempo real sobre os bloqueios e ações contínuas para auxiliar as autoridades do governo "na solução para este grave problema que afeta toda a população".

O comunicado aponta ainda que a diretoria da federação vem trabalhando, juntamente com o Ministério das Minas e Energia (MME) e com a Agência Nacional de Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural (ANP), na criação de medidas para "resolver ou mitigar os problemas que vêm sendo enfrentados".