Acompanhe:

As 100 cidades grandes e médias mais violentas do Brasil, segundo o Ipea

Entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, Queimados, no Rio de Janeiro, somou a maior taxa de homicídios do país em 2016

Modo escuro

Continua após a publicidade
Policiamento é reforçado no Rio de Janeiro (Tânia Rêgo/Agência Brasil/Agência Brasil)

Policiamento é reforçado no Rio de Janeiro (Tânia Rêgo/Agência Brasil/Agência Brasil)

V
Valéria Bretas

Publicado em 15 de junho de 2018 às, 12h03.

Última atualização em 15 de junho de 2018 às, 12h41.

São Paulo – Com taxa de 134,9 homicídios para cada 100 mil habitantes, a cidade de Queimados, no Rio de Janeiro, é a mais violenta do Brasil entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, segundo ranking formulado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública com dados de 2016.

Considerando essas cidades que têm mais de 100 mil moradores, a taxa nacional de mortes violentas chegou a 38,6 a cada grupo de cem mil em 2016 — o equivalente a 375,8 mil assassinatos. O conceito de mortes violentas envolve a soma de agressões, intervenções legais e homicídios violentos com causa indeterminada, tomando como referência a cidade de residência da vítima.

Em segundo lugar no ranking aparece Eunápolis, onde a taxa ficou em 124,3 homicídios, seguida por Simões Filho (107,7) e Porto Seguro (101,7), todas na Bahia.

O levantamento do Ipea revela também que 123 municípios brasileiros – equivalente a 2,2% do total - respondem por metade de todas as mortes no país. “Diante desse fato, fica evidente que com planejamento e políticas focalizadas territorialmente é possível mudar a realidade dessas comunidades e bairros, com grande impacto nas condições de segurança pública das cidades”, diz o relatório do estudo.

Para melhorar a situação, o Ipea sugere que as esferas de governo promovam ações voltadas para a prevenção social e para o desenvolvimento infantojuvenil em famílias em situação de vulnerabilidade.

O pior resultado da década

No início do mês, o Instituto revelou que pela primeira vez na história do país, a taxa de homicídio ultrapassou o patamar de trinta mortes por 100 mil habitantes. Entre 2006 e 2016, mais de 553 mil pessoas perderam suas vidas devido à violência intencional. 

Considerando todos os estados brasileiros, quem apresentou o pior resultado no período foi Rio Grande do Norte, que saltou de uma taxa de 14,9 mortes para cada 100 mil habitantes em 2006, para 53,4 em 2016 – crescimento de 257% em dez anos. Também houve aumento expressivo nos estados de Sergipe (121,1%), Maranhão (121%) e Tocantins (119%). 

Veja o ranking completo das 100 cidades mais violentas do país:

 

RankingCidadePopulaçãoTaxa de Homicídio (a cada 100 mil)
Queimados144.525134,9
Eunápolis114.275124,3
Simões Filho134.674107,7
Porto Seguro147.444101,7
Lauro de Freitas194.64199,2
Japeri100.56295,5
Maracanaú223.18895
Altamira109.93891,9
Camaçari292.07491,8
10ºAlmirante Tamandaré114.12988,5
11ºMarabá266.93287,7
12ºNossa Senhora do Socorro179.66186,3
13ºFeira de Santana622.63985,1
14ºLuziânia196.86484,8
15ºAnanindeua510.83484,6
16ºMarituba125.43584,5
17ºTeixeira de Freitas159.81383,8
18ºCabo de Santo Agostinho202.63681,4
19ºAlagoinhas155.36281,1
20ºCastanhal192.57178,4
21ºViamão252.87277,1
22ºBelém1.446.04277
23ºAracaju641.52376,5
24ºSão José de Ribamar176.00875,6
25ºJequié161.8875,4
26ºSanta Rita135.91575
27ºMossoró291.93774,7
28ºItaguaí120.85573,6
29ºNilópolis158.31973,3
30ºAlvorada207.39271,8
31ºImperatriz253.87371,7
32ºParagominas108.54770,9
33ºNatal877.66270,6
34ºAraguaína173.11270,5
35ºSanto Antônio de Jesus102.46970,3
36ºItabuna220.38669,9
37ºSenador Canedo102.94769
38ºVitória da Conquista346.06968,5
39ºCaruaru351.68668,2
40ºParnamirim248.62368
41ºArapiraca232.67165,8
42ºParauapebas196.25965,7
43ºFormosa114.03664,9
44ºIgarassu113.95664,9
45ºBarreiras155.51964,9
46ºJaboatão dos Guararapes691.12564,7
47ºVitória de Santo Antão136.70664,4
48ºAraruama124.9464
49ºRio Branco377.05763,4
50ºCamaragibe155.22862,5
51ºRio das Ostras136.62662,2
52ºSão Lourenço da Mata111.19762,1
53ºPaulo Afonso119.9361,7
54ºSalvador2.938.09261,7
55ºAparecida de Goiânia532.13561,6
56ºCaucaia358.16461,1
57ºBetim422.35460,8
58ºOlinda390.14460,7
59ºNovo Gama108.4160
60ºSerra494.10959,9
61ºTucuruí108.88559,7
62ºAnápolis370.87559,6
63ºSão Luís1.082.93559,5
64ºTailândia100.358,8
65ºPorto Alegre1.481.01958,1
66ºBelford Roxo494.14158,1
67ºAriquemes105.89657,6
68ºMagé236.31957,1
69ºIguatu102.01356,9
70ºSanta Cruz do Capibaribe103.6656,9
71ºSão Mateus126.43756,9
72ºMacapá465.49556,7
73ºLagarto103.18856,2
74ºIlhéus178.2156,1
75ºSão João de Meriti460.54156
76ºCampos dos Goytacazes487.18655,8
77ºMaceió1.021.70955,6
78ºTrindade119.38555,3
79ºFortaleza2.609.71655
80ºCatalão100.5954,7
81ºColombo234.94154,5
82ºMesquita171.0254,4
83ºNova Iguaçu797.43554,4
84ºCabo Frio212.28953,7
85ºPiraquara106.13253,7
86ºRecife1.625.58353,1
87ºRibeirão das Neves325.84653,1
88ºSantana113.85452,7
89ºJuazeiro do Norte268.24852,2
90ºVárzea Grande271.33952
91ºMaranguape125.05852
92ºContagem653.851,9
93ºSabará135.19651,8
94ºPaço do Lumiar119.91551,7
95ºItaboraí230.78651,1
96ºSão José dos Pinhais302.75950,9
97ºRondonópolis218.89950,7
98ºPaulista325.5950,4
99ºSapucaia do Sul138.93350,4
100ºCoronel Fabriciano109.85750,1

 

Últimas Notícias

Ver mais
Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há 3 horas

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado
Brasil

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado

Há 4 horas

Empregados de Furnas recorrem de decisão do STF que liberou AGE da Eletrobras
Brasil

Empregados de Furnas recorrem de decisão do STF que liberou AGE da Eletrobras

Há 5 horas

TSE vota amanhã regra para inteligência artificial nas eleições
Brasil

TSE vota amanhã regra para inteligência artificial nas eleições

Há 5 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais