Brasil

Alternativa ao Ozempic, Wegovy estará disponível no Brasil em agosto

Preço máximo do medicamento poderá chegar a R$ 2.484

Na América Latina, o Brasil será o primeiro país a disponibilizar o medicamento (Michael Siluk/Getty Images)

Na América Latina, o Brasil será o primeiro país a disponibilizar o medicamento (Michael Siluk/Getty Images)

Publicado em 26 de junho de 2024 às 11h22.

Wegovy, remédio da Novo Nordisk para tratamento da obesidade, começará a ser vendido nas farmácias brasileiras a partir de agosto. Com o mesmo princípio do Ozempic, também do laboratório dinamarquês, o Wegovy foi liberado pela Anvisa em janeiro de 2023.

O Wegovy será vendido apenas com prescrição médica. No entanto, a receita não precisará ficar retida na farmácia, diferente de remédios controlados. De acordo com a Novo Nordisk, o preço por miligrama será o mesmo do Ozempic.

O Wegovy estará disponível em dosagens mais altas. A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) definiu que seu preço máximo, na maior dose, poderá chegar a R$ 2.484, a depender do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de cada Estado.

Segundo Priscila Mattar, vice-presidente da área médica da Novo Nordisk, a farmacêutica optou por segurar a comercialização do Wegovy até garantir que a produção do medicamento acompanhasse a demanda - trata-se de um remédio de uso contínuo e sua falta no mercado levaria à interrupção do tratamento dos pacientes.

O Wegovy já está disponível em dez países. Na América Latina, o Brasil será o primeiro país a disponibilizar o medicamento para o tratamento de obesidade de adultos e crianças com mais de 12 anos. Aqui, uma em cada quatro pessoas tem a doença crônica, segundo dados da última pesquisa Vigilância de Fatores de Risco de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico

Acompanhe tudo sobre:Novo NordiskOzempicObesidade

Mais de Brasil

Novo oficializa candidatura de Marina Helena à prefeitura de SP com coronel da PM como vice

Estudo da Nasa aponta que Brasil pode ficar 'inabitável' em 50 anos; entenda

Temperatura acima de 30°C para 13 capitais e alerta de chuva para 4 estados; veja previsão

Discreta, Lu Alckmin descarta ser vice de Tabata: 'Nunca serei candidata'

Mais na Exame