Alerj adia novamente votação do pacote de ajustes

Os dois projetos mais polêmicos, que seriam votados nesta quarta-feira, 14, passaram para a próxima segunda, 19

Rio, 13 - Deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) adiaram novamente a votação do pacote de austeridade apresentado mês passado pelo governo fluminense.

Mais cedo, após reunião de deputados, secretários estaduais e representantes de sindicatos de servidores públicos, os dois projetos mais polêmicos, que seriam votados nesta quarta-feira, 14, passaram para a próxima segunda, 19.

Agora, a Mesa Diretora da Alerj decidiu remarcar a votação dos quatro projetos que faltam no pacote para terça, 20.

A ideia é ter mais tempo para alcançar um acordo em torno de duas propostas: uma é o adiamento dos reajustes concedidos em 2014 para servidores da área da segurança pública; o outro é a elevação da contribuição previdenciária.

Mais cedo, a Alerj tinha decidido manter na quarta-feira a votação de dois projetos do pacote, menos importantes do que esse dois.

Um deles muda a forma de repassar os recursos dos orçamentos dos podres independentes (Legislativo, Judiciário, Defensoria Pública, Tribunal de Contas e Ministério Público).

O outro limita os reajustes a servidores públicos ao crescimento da receita. Agora, todas as quatro propostas serão votadas na terça-feira, encerrando a tramitação do pacote.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.