Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Alckmin autoriza início da segunda fase de obras do Metrô

Governador deu início a segunda fase das obras da Linha 4 - Amarela do Metrô, cujos investimentos devem somar R$ 1,8 bilhão

São Paulo - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, autorizou neste sábado o início da segunda fase das obras da Linha 4 - Amarela do Metrô, cujos investimentos devem somar R$ 1,8 bilhão. Além da construção de novos acessos, esta etapa inclui o acabamento das obras civis e a instalação de equipamentos em mais quatro estações: São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie.

Segundo Alckmin, o prazo contratual para essas linhas é 2014. "Nós vamos tentar antecipar o máximo que nós pudermos. E, dentro de 30 dias, assinaremos outro contrato, que é o da Vila Sônia. É a quinta estação dessa linha 4", disse ele, segundo informações da Companhia do Metrô.

Também será construído um trecho em túnel de cerca de 1,5 km para acesso à estação Vila Sônia, a estação Vila Sônia e um terminal de ônibus no local. Para isso, foi feita uma segunda licitação. Terminada a segunda fase, a demanda da Linha 4-Amarela é estimada em cerca de 1 milhão de passageiros/dia.

O investimento total na Linha 4-Amarela, que terá 12,8 km de extensão e 11 estações, será de R$ 5,6 bilhões, incluindo R$ 1,8 bilhão da segunda etapa, conforme a companhia. Durante as obras, deverão ser gerados cerca de 1 mil empregos diretos e 3 mil indiretos.

Em paralelo à segunda fase, o Metrô pretende agilizar a contratação dos projetos funcional e básico da terceira fase da Linha 4-Amarela, que vai estender o percurso da estação Vila Sônia até o município de Taboão da Serra, com aproximadamente mais três quilômetros de extensão.

São Paulo possui atualmente uma malha metroferroviária de 335 quilômetros de extensão (74,3 de linhas metroviárias, 65,3 km a cargo da Companhia do Metrô e 9 km com operação e manutenção sob a responsabilidade da concessionária privada ViaQuatro, e 260,7 km da CPTM).

Segundo a Companhia do Metrô, até 2014, o Metrô de São Paulo deverá ultrapassar 100 km de extensão, que somados aos futuros 300 km de linhas da CPTM vão totalizar 400 km de rede metroferroviária.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também