Aeroporto de Brasília volta a normalidade em meio à greve

Neste momento, não há voos atrasados e os guichês das companhias aéreas estão vazios

Brasília - Após uma manhã tumultuada nesta sexta-feira, 28, em função da greve geral de trabalhadores contra as reformas do governo Michel Temer, o Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, voltou à normalidade.

Neste momento, não há voos atrasados e os guichês das companhias aéreas estão vazios.

Segundo funcionários das empresas, o baixo movimento se deve à decisão dos passageiros, que tinham voos marcados para sexta, de antecipar o embarque para a quinta-feira.

De acordo com Inframerica, consórcio que administra o aeroporto JK, no total, quatro voos foram cancelados nesta sexta em Brasília e, até às 9 horas, foram registrados 92 pousos e decolagens.

O momento mais tenso na manhã aconteceu das 6 horas às 7 horas, quando a via que dá acesso ao aeroporto foi interditada por manifestantes. No saguão do aeroporto, um grupo também protestou contra as reformas trabalhista e previdenciária e promete voltar ao terminal no horário de pico, à noite, para novo ato.

Devido a greve geral, as companhias aéreas forneceram transporte para que seus funcionários pudessem trabalhar nesta sexta.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.