Brasil

Aeroporto de Brasília volta a normalidade em meio à greve

Neste momento, não há voos atrasados e os guichês das companhias aéreas estão vazios

Greve geral: rodovia é bloqueada em protesto em Brasília (Neide Maria/arquivo pessoal/Agência Brasil/Agência Brasil)

Greve geral: rodovia é bloqueada em protesto em Brasília (Neide Maria/arquivo pessoal/Agência Brasil/Agência Brasil)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 28 de abril de 2017 às 11h25.

Brasília - Após uma manhã tumultuada nesta sexta-feira, 28, em função da greve geral de trabalhadores contra as reformas do governo Michel Temer, o Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, voltou à normalidade.

Neste momento, não há voos atrasados e os guichês das companhias aéreas estão vazios.

Segundo funcionários das empresas, o baixo movimento se deve à decisão dos passageiros, que tinham voos marcados para sexta, de antecipar o embarque para a quinta-feira.

De acordo com Inframerica, consórcio que administra o aeroporto JK, no total, quatro voos foram cancelados nesta sexta em Brasília e, até às 9 horas, foram registrados 92 pousos e decolagens.

O momento mais tenso na manhã aconteceu das 6 horas às 7 horas, quando a via que dá acesso ao aeroporto foi interditada por manifestantes. No saguão do aeroporto, um grupo também protestou contra as reformas trabalhista e previdenciária e promete voltar ao terminal no horário de pico, à noite, para novo ato.

Devido a greve geral, as companhias aéreas forneceram transporte para que seus funcionários pudessem trabalhar nesta sexta.

Acompanhe tudo sobre:Aeroporto de BrasíliaBrasíliaGrevesProtestos no Brasil

Mais de Brasil

Convenção para oficializar chapa Boulos-Marta em SP terá Lula e 7 ministros do governo

Convenção do PRTB e disputas judiciais podem barrar Pablo Marçal na disputa em SP; entenda

TSE divulga perfil do eleitor que vai às urnas em outubro; veja qual é

Brasil terá mais de 155 milhões de eleitores nas eleições municipais de 2024

Mais na Exame