Brasil

Acidentes têm menor número de mortos desde 2007 no feriado

Durante o feriado prolongado da Semana Santa, 103 pessoas morreram e 1.441 ficaram feridas em 2.323 acidentes nas rodovias federais


	Acidente de trânsito: dados também apontam redução de 63% no índice de acidentes graves, 22% no índice de acidentes totais e 31% no índice de mortos
 (Fernando Moraes/Veja São Paulo)

Acidente de trânsito: dados também apontam redução de 63% no índice de acidentes graves, 22% no índice de acidentes totais e 31% no índice de mortos (Fernando Moraes/Veja São Paulo)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de abril de 2015 às 20h13.

Durante o feriado prolongado da Semana Santa, entre a última quinta-feira (2) e ontem (6),  103 pessoas morreram e 1.441 ficaram feridas em 2.323 acidentes - dos quais 163 considerados graves - nas rodovias federais do país, mas, pelos critérios da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que leva em consideração a evolução da frota de veículos, esse é o menor número de mortes neste feriado desde 2007.

O balanço foi divulgado hoje (7) pela Polícia Rodoviária Federal.

Os dados também apontam redução de 63% no índice de acidentes graves, 22% no índice de acidentes totais, e 31% no índice de mortos, em relação ao feriado do ano passado. A PRF considera como acidente grave, o que resulta em feridos graves ou mortes.

Em 2014, a Operação Semana Santa também durou cinco dias e foram registrados 2.837 acidentes, sendo 417 graves. Ao todo, 140 pessoas morreram.

Neste ano, 1.151 pessoas foram impedidas de dirigir por estarem sob efeito de álcool e 255 foram presas por embriaguez. A polícia fiscalizou 168.588 veículos, 183.209 pessoas e realizou 59.007 testes bafômetro.

Cinco meses após o aumento das multas por ultrapassagens indevidas, 7.560 manobras do tipo foram registradas. De acordo com a PRF, as ultrapassagens realizadas em locais proibidos são as principais responsáveis pelas colisões frontais, um tipo de acidente que apresenta altos números de mortos.

Ao todo, 79.247 veículos foram flagrados transitando acima da velocidade permitida.

O maior número de flagrantes de excesso de velocidade foi registrado no estado de São Paulo, com 12.283 flagrantes - 15% do total - seguido pelo Paraná, com 11.641 e Minas Gerais, com 9.544 flagrantes.

Acompanhe tudo sobre:acidentes-de-trabalhoEstradasFeriadosMortesSetor de transporteTransportes

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame