EXAME Agro

Apoio:

Logo TIM__313x500

Greening: prazo para produtor entregar relatório em SP vai até 15 de julho

Atraso ou não entrega do documento pode acarretar sanções ao agricultor

César H. S. Rezende
César H. S. Rezende

Repórter de agro e macroeconomia

Publicado em 19 de junho de 2024 às 15h08.

A Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) informa aos produtores de citros que o relatório sobre greening e cancro cítrico deve ser entregue até o dia 15 de julho. O documento deve ser enviado através do sistema informatizado de Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave) e deve incluir os resultados das vistorias trimestrais realizadas entre 1º de janeiro e 30 de junho de 2024 em todas as plantas cítricas da propriedade.

No estado de São Paulo, a entrega do relatório é obrigatória para todos os produtores, independentemente da idade das plantas. O atraso ou a não entrega sujeita o produtor às sanções previstas em decreto estadual.

Greening e cancro cítrico

O cancro cítrico afeta todas as variedades e espécies de citros, causando lesões em folhas, frutos e ramos em casos de alta incidência, pode provocar desfolha e queda de frutos .

O greening é causado pela bactéria Candidatus Liberibacter spp. e disseminado pelo psilídeo (Diaphorina citri), afeta todas as plantas cítricas e não tem cura. Uma vez contaminada, a planta não pode ser curada e continua a servir como fonte de inóculo para outras plantas o greening é a doença que mais ameaça a citricultura no mundo.

Acompanhe tudo sobre:AgriculturaMinistério da Agricultura e PecuáriaAgronegócio

Mais de EXAME Agro

Inadimplência do agro sobe e atinge 7,3% no primeiro trimestre de 2024, mostra Serasa Experian

Doença de Newcastle: Três casos suspeitos são descartados, diz Mapa

Brasil tem condições de se manter no topo na exportação de algodão em 24/25, diz presidente da Abapa

Doença de Newcastle: entenda os impactos da suspensão das exportações da carne de frango do Brasil

Mais na Exame