• AALR3 R$ 19,61 -0.71
  • AAPL34 R$ 73,26 -0.41
  • ABCB4 R$ 16,88 2.43
  • ABEV3 R$ 14,77 0.54
  • AERI3 R$ 4,03 -7.99
  • AESB3 R$ 10,88 1.40
  • AGRO3 R$ 31,77 0.51
  • ALPA4 R$ 21,55 -0.65
  • ALSO3 R$ 20,12 1.26
  • ALUP11 R$ 26,62 1.64
  • AMAR3 R$ 2,43 2.10
  • AMBP3 R$ 30,81 3.98
  • AMER3 R$ 23,72 0.25
  • AMZO34 R$ 71,10 -0.60
  • ANIM3 R$ 5,78 4.14
  • ARZZ3 R$ 83,22 0.54
  • ASAI3 R$ 15,70 2.15
  • AZUL4 R$ 22,16 4.23
  • B3SA3 R$ 11,81 1.37
  • BBAS3 R$ 36,03 1.72
  • AALR3 R$ 19,61 -0.71
  • AAPL34 R$ 73,26 -0.41
  • ABCB4 R$ 16,88 2.43
  • ABEV3 R$ 14,77 0.54
  • AERI3 R$ 4,03 -7.99
  • AESB3 R$ 10,88 1.40
  • AGRO3 R$ 31,77 0.51
  • ALPA4 R$ 21,55 -0.65
  • ALSO3 R$ 20,12 1.26
  • ALUP11 R$ 26,62 1.64
  • AMAR3 R$ 2,43 2.10
  • AMBP3 R$ 30,81 3.98
  • AMER3 R$ 23,72 0.25
  • AMZO34 R$ 71,10 -0.60
  • ANIM3 R$ 5,78 4.14
  • ARZZ3 R$ 83,22 0.54
  • ASAI3 R$ 15,70 2.15
  • AZUL4 R$ 22,16 4.23
  • B3SA3 R$ 11,81 1.37
  • BBAS3 R$ 36,03 1.72
Abra sua conta no BTG

Xiaomi registra divisão de carros elétricos e diz já ter 300 funcionários

Empresa já havia anunciado que investiria US$ 10 bilhões na área na próxima década. Nenhum modelo foi lançado ainda
Lei Jun: chefão da Xiaomi vai liderar nova divisão de carros elétricos da empresa (Getty Images/VCG)
Lei Jun: chefão da Xiaomi vai liderar nova divisão de carros elétricos da empresa (Getty Images/VCG)
Por Thiago LavadoPublicado em 01/09/2021 10:40 | Última atualização em 02/09/2021 11:43Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A gigante chinesa dos smartphones Xiaomi, conhecida por ter produtos tecnológicos diversos em seu portfólio, deu um passo além. A empresa registrou uma divisão de carros elétricos e afirma que está em "fase substancial de desenvolvimento".

O nome da subsidiária é Xiaomi EV Inc. e foi montada com um capital anunciado anteriormente equivalente a 1,55 bilhão de dólares. Nenhum carro ou modelo foi anunciado ainda pela companhia.

O negócio, segundo a empresa, já conta com 300 funcionários e está sendo liderado pelo fundador e CEO da Xiaomi, Lei Jun.

A Xiaomi já vinha preparando uma entrada no mercado de carros elétricos e anunciou em março planos para investir 10 bilhões de dólares na divisão na próxima década.

Em agosto, a empresa adquiriu uma companhia focada em desenvolver tecnologia para carros autônomos, chamada Deepmotion, por 77 milhões de dólares, afirmando que usaria a compra para "melhorar a competitividade tecnológica" de seu negócio de veículos elétricos.